A VELHA CAMAREIRA

1

 

Oi! A história que eu vou contar aconteceu com a minha família quando eu ainda estava na barriga da minha mãe.

Era verão e eles resolveram ir passar as ferias no rio de janeiro.

As férias foram ótimas segundo eles contam, uma das melhores que eles já tiveram exceto por uma noite no hotel que foi onde tudo aconteceu.

Como eles eram em 4, minha mãe, meu pai e as minhas duas irmãs, eles pegaram aqueles quartos ligados por uma porta, meus pais dormiam em um e as gurias no outro.

Numa noite, uma das ultimas da viagem, a minha irmã mais velha, Julia, começou a sonhar que tinha uma velha perseguindo a minha irmã do meio, Luiza, e começou a chorar baixinho dormindo.

Era umas 4 da madrugada quando a Luiza desistiu de tentar dormir e foi bater no quarto dos meus pais pois estava com uma sensação muito ruim, ela conta que era como se alguém estivesse tentando pegar ela, um ar muito pesado, uma coisa muito ruim. Ela queria se levantar e bater na porta dos meus pais, mas só depois de muito tempo e muita coragem que ela conseguiu.

Quando ela bateu à porta, meus pais não acordaram, então ela teve que chamar por eles e no que a minha mãe abriu a porta, ela estava um pouco sonolenta, foi quando a Luiza entrou no quarto e pediu pra dormir com eles que a minha mãe viu o que ela nunca esqueceu e o que eu já fiz ela me contar tantas vezes, uma velha logo atrás da minha irmã com um rosto todo enrugado e uma expressão de pavor.

A minha mãe puxou a Luiza e abraçou ela e a velha entrou no quarto e desapareceu no banheiro.

Como a minha mãe levou um susto ela deu um gritinho “AAII” que acordou o meu pai e a Julia, e antes que ela pudesse contar o que ela tinha visto, a Júlia veio chorando dizendo que tinha tido um pesadelo, que uma velha tava tentando pegar a Luiza. Eles quatro se sentaram na cama e rezaram pedindo para serem protegidos naquela noite e dormiram todos juntos.

A minha mãe conta que a velha parecia estar carregando alguma coisa, tipo toalhas empilhadas. Ela acredita que era uma camareira do hotel que havia trabalhado ali a vida inteira até ficar velhinha e que quando morreu não se desprendeu muito bem da vida aqui.

Obrigado por lerem a minha história e espero que gostem!

PS: Os nomes foram trocados por privacidade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s